ARTES PLÁSTICAS: INSTITUTO TOMIE OHTAKE ABRE EXPOSIÇÃO EM PARCERIA COM DOIS GRANDES NOMES JAPONESES

A estilista e o artista plástico
A estilista Junko Koshino e o artista plástico Go Yayanagi

O Instituto Tomie Ohtake, o único espaço no país especialmente projetado para promover as artes plásticas, o design e a arquitetura, por isso abre hoje, uma nova mostra “Opa! uma alegre revelação: Junko Koshino + Go Yayanagi”, uma parceria que irá demonstrar de maneira rara como o design de roupa se apropria diretamente das artes plásticas.

A exposição organizada pela Gallery+BTAP de Tóquio e Dô Cultural de São Paulo, reúne peças de vestuário, tecidos de seda com estampa, telas e desenhos. Os dois artistas de áreas diferentes têm em comum grande interesse pelo Brasil. Go Yayanagi, morou no país na década de 50, em 1957, realizou individual no MAM-SP , cujo acervo conta com sua obra. Segundo o artista, a luminosidade das cores de seu trabalho se deve a influências que colheu de sua juventude no Brasil. Já a estilista Junko Koshino usa a moda “para derrubar fronteiras” e, com esta exposição, pretende encurtar a distância geográfica entre os dois países.

Além dos trabalhos da dupla, a mostra traz uma contribuição coletiva: crianças japonesas e brasileiras que residem no Japão foram convidadas a participar do projeto “Arte Caracol”. Nesta ação, cartolinas cortadas em forma de caracol foram distribuídas para as crianças, que puderam desenhar livremente sobre elas, representando a amizade entre os dois países. O trabalho também buscou apaziguar as dificuldades que as crianças enfrentaram para recuperar a rotina rompida pelo terremoto e tsunami que abalou o leste japonês em 2011.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma ode ao Japão

img-503596-design-e-arte-de-junko-koshino20130416171366143341

Junko Koshino nasceu em Osaka. É um dos nomes mais respeitados da moda japonesa contemporânea. Estudou na conceituada Bunka Fashion College. Com 19 anos, tornou-se a mais nova ganhadora do So-en, um importante prêmio para designers emergentes. Depois da graduação, mostrou seu trabalho pela primeira vez em 1978, na Paris Fashion Week. Desde então, tem exibido suas coleções em várias cidades e países ao redor do mundo. Seus projetos notáveis são “Antipole Joint Exhibition”, no qual colaborou com o escultor francês César, com o arquiteto Paul Andrew e com o designer e arquiteto Jean-Michel Wilmotte; participou da exposição “WILD: Fashion Untamed”(Metropolitan Museum of Art, 2004) e do “Illusion of Asia” (National Modern Art Museum, Tóquio, 2006).

Organizou a abertura da cerimônia e do desfile principal do “Japan Festival” (Washington DC, 2008). Paralela à sua atividade como designer de moda e produtora de exposições, ela tem empenhado esforços para promover projetos de intercâmbio cultural entre vários países. Esses esforços foram reconhecidos em 2006, quando foi premiada com a Ordem da Estrela da Solidariedade Italiana, outorgada pelo governo Italiano.

Já em 2008, foi nomeada Embaixadora do Programa Yokoso Japan, pelo Ministério da Terra, Infraestrutura, Transporte e Turismo, pela sua contribuição para a promoção do turismo para o Japão. Koshino sempre foi fascinada pela cultura da América Central e América do Sul. Foi a primeira designer de moda estrangeira a realizar um desfile de moda em Cuba. Em 2011, o Governo Cubano reconheceu suas atividades, concedendo-lhe a Ordem da Amizade.

Um mestre das formas e cores

Go-Yayanagi-Portrait-2

Go Yayanagi nasceu em Obihiro, Hokkaido, em 1933. Após concluir a graduação no Obihiro Agricultural High School, em 1951, viajou para São Paulo, onde, em 1957, realizou uma exposição individual de seu trabalho no Museu da Arte Moderna. Desde então, Yayanagi tem mostrado seu trabalho ativamente em vários países, viajando extensivamente ao redor do mundo.

Em 1965, mudou-se para Paris e estudou gravura em cobre por três anos com o mestre inglês S.W. Hayter. Yayanagi tem apresentado seu trabalho em diversas exposições, tanto no Japão quanto em outros países. Foi selecionado para representar o Japão na 11ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1971. No Japão, teve seu trabablho reconhecido pela exposição “Distant Cosmology: 40 Years of Go Yayanagi,” realizada no Museu de Arte Hokkaido, em Obihiro, em 1992.

Trabalhando em diversas áreas incluindo pintura a óleo, gravuras, murais em edifícios públicos e design, Yayanagi continua produzindo trabalhos apreciados no mundo todo. Sua experiência de viver em territórios com amplos horizontes e na selva amazônica constitui a referência para seu estilo, que dinamicamente apresenta o reino animal, a natureza e o homem em uma única composição. Seus trabalhos fazem parte do acervo do Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Serviço:

“Opa! uma alegre revelação: Junko Koshino + Go Yayanagi”

De 22 de janeiro à 16 de março de 2014.

Endereço: Av. Faria Lima, 201, Pinheiros,

Tel.: (11) 2245-1900

www.institutotomieohtake.org.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s