SAPATOS: RONALDO FRAGA EMPRESTA SUA SOFISTICAÇÃO PARA COLEÇÃO DE VERÃO EM LOJA DE CALÇADOS POPULAR

Este slideshow necessita de JavaScript.

O mineiro Ronaldo Fraga empresta seu estilo rebuscado e brasileiro para uma linha de Verão 2014, desenvolvida especialmente para a Di Santinni. Os modelos de peep toe, sandálias, ankle boots e sapatilhas passeis por solos que o designer ama, o artesanal, pois, imitam cortiça, tramas que remetem a cestaria, seus croquis como estampas, tudo para dar mais “calor” aos looks da estação. São dez modelos com desenhos variados, O expert trabalhou com materiais como camurça, cortiça e ráfia, em cores como cru, bege, laranja, vermelho e preto. Então, corre!

Design na Pele

Com a proposta de inserir a cultura de design no setor de curtumes do Brasil, o projeto uniu dois nomes importantes da moda e do artesanato brasileiro: a artista plástica Heloísa Crocco e o estilista Ronaldo Fraga. Em quatro meses de trabalho, a dupla desenvolveu couros com características especiais, em grande sintonia com as tendências mundiais. O processo de criação e execução deste projeto resultou na elaboração de filmes em português, mandarim, italiano, inglês e espanhol.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“O couro tem aparecido cada vez com cada vez mais destaque nas coleções internacionais. As marcas europeias entendem e trabalham o couro como forma de agregar e valorizar o design. O couro tem como diferenciais a durabilidade, a versatilidade e a estória. Minha experiência no projeto Design na Pele tem sido uma via de mão dupla: auxilio na busca da apropriação de identidade cultural de estilo e design e tenho entendido mais deste setor que é uma maravilhosa indústria de transformação. Vejo também de positivo dentro da indústria curtidora uma preocupação grande com práticas sustentáveis”, conta Heloísa Crocco.

“Foi um período de descobertas dentro de um setor tão rico como o do couro. O projeto está tendo resultados excelentes e sendo recebido com muito entusiasmo pelos curtumes e toda a indústria envolvida. O que mais me surpreendeu foi o quanto a indústria do couro está vinculada à moda e às tendências de mercado, muitas vezes sem valorizar a pele como ela é, em sua beleza natural. Temos uma matéria prima de qualidade excelente e o comprometimento do setor. A competitividade em outros mercados depende, agora, da inovação”, disse Ronaldo Fraga.

Fotos: divulgação

www.disantinni.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s