VIDA MARINHA: ARTISTAS POSAM PARA CAMPANHA CONTRA PESCA DE ARRASTÃO

Este slideshow necessita de JavaScript.

O fotógrafo francês Denis Rouvre foi fisgado para clicar uma série de artistas para a campanha “Fishlove”, que luta contra a pesca de arrasto em alto mar nas águas europeias. Segundo os organizadores da campanha, esse tipo de pesca tem devastado grandes extensões do ecossistema marítimo a cada dia. A atriz Gillian Anderson, que interpretou a agente do FBI Dana Scully na série de TV “Arquivo X”, foi uma das fotografadas.

Uma votação para banir a prática acontecerá no Parlamento Europeu em 10 de dezembro. A organização francesa Bloom está atualmente fazendo um abaixo-assinado para que o presidente francês apoie a proposta europeia de banir esse tipo de prática. Veja as fotos da campanha.

 Anna Paola Protásio promove Arrasto em Nova York

Anna Paola Protásio (foto: divulgação)
Anna Paola Protásio (foto: divulgação)

 

Arquiteta de formação, Anna Paola Protássio apropria-se de objetos comuns do cotidiano em seus trabalhos. A artista expõe novo projeto “Arrasto” na Galeria Nohra Haime, na Quinta Avenida, em Nova York, em cartaz até o dia 11 de janeiro. O projeto consiste em 14 obras, entre objetos, esculturas e instalações… Com curadoria de Marisa Florido e texto de Renato Resende.

Marcia Ganem a rendeira da Bahia

Marcia Ganem é uma expert em tramas. A baiana expressa em seu trabalho um diálogo entre moda, arte e joalheria, com a aplicação de materiais e técnicas especiais. Tramas artesanais que mesclam fibras naturais e sintéticas com pedras (citrinos, granadas, ônix e madrepérolas), miçangas, sementes e boa dose de glamour.

Assim é a estética fashion da estilista, que há mais de dez anos vem desenvolvendo um trabalho autoral com forte influência regional – rendas de bilro, filés, macramês e crochês misturados à fibra de poliamida usada pela indústria automobilística e que, nas mãos de Márcia, mais parece fibra de coqueiro. O resultado não é propriamente uma coleção de moda, mas produções belíssimas, luxuosas e com altas doses de transparências e decotes.

Essa designer das fribras diáloga de maneira ímpar com a moda, arte e joalheria com a utilização de técnicas e materiais desenvolvidos com intensa pesquisa, como o aproveitamento da Fibra de Poliamida na moda, gerando com esse estudo de aplicação patentes nacional e internacionais. O link entre inovação e identidade cultural brasileira garantiu a marca presença nos eventos mais notórios de moda ao redor do mundo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ronaldo Fraga e o Velho Chico

A exposição foi inspirada na pesquisa que o estilista Ronaldo Fraga fez para a coleção desfilada no São Paulo Fashion Week em junho de 2008, satisfazendo um antigo desejo, Ronaldo Fraga escolheu o “Velho Chico” como objeto de pesquisa para a coleção de verão 2009.

É uma exposição sobre a cultura popular presente às margens do “Velho Chico”, interpretada pelo olhar do Ronaldo, e representa o projeto número 1 da moda incentivada pela Lei Rouanet, ou seja, é um projeto pioneiro junto ao Ministério da Cultura e uma abertura de portas para a moda brasileira ser reconhecida como instrumento cultural. Pronac 089325.

A exposição é composta de 13 ambientes, verdadeiras instalações de arte contemporânea, integralmente produzidas por uma ONG, e conta com duas participações muito especiais:

A cantora Maria Bethânia declama o poema “Águas e Mágoas do rio São Francisco”, escrito por Carlos Drummond de Andrade em 1977, e a voz de Bethânia ecoa de 16 vestidos que compõem o ambiente “A Voz do Rio”, ou seja, são vestidos musicais nos quais as pessoas podem encostar e ouvir.

O ator Wagner Moura produziu e narra um documentário sobre a cidade de Rodelas (BA) onde ele foi criado e que foi inundada para dar lugar à barragem da hidrelétrica de Itaparica. É um dos ambientes mais emocionantes da exposição.

Com acesso gratuito, a exposição foi inaugurada em 19 de outubro de 2010, ficando em cartaz até 19 de dezembro de 2010, no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, e registrou a presença de mais de 40.000 visitantes, incluindo 18.000 alunos de escolas públicas e privadas, o que a fez superar todos os recordes da história da visitação do principal centro cultural da cidade. De caráter itinerante, a exposição está prevista para circulou por cerca de mais 12 cidades brasileiras, começando por São Paulo.

O Velho Chico por Ronaldo Fraga

“Seria a desculpa para ir de encontro a um universo que eu já conhecia das histórias e da literatura. PIRAPORA, CARRANCAS, GAIOLAS a VAPOR , BOM JESUS DA LAPA, PIRANHAS E LAJEDO, PETROLINA E JUAZEIRO… palavras que no meu imaginário chegavam como um afago, agora se tornavam mundo real. Por três meses viajei e me embebi das águas e da cultura do rio.

A coleção foi colorida com as cores barranqueiras, com os pontos e bordados característicos do universo às margens do rio, com as imagens das texturas das sacas de café e tábuas de madeira de lei que remendam os barcos e a alma ribeirinha…

Lançada a coleção, na sequência, a desfilamos no Chile e no México e o universo gráfico da mesma foi exposto no MOT, Museu de Arte Contemporânea de Tóquio. Outras coleções vieram, mas como dito pelos ribeirinhos “uma vez que se bebe da água do rio, o rio nunca mais sai da gente”.

Passados dois anos, realizamos agora outro grande projeto: transportar parte da magia do São Francisco para uma exposição itinerante que circulará em pelo menos doze cidades do Brasil.

É um diálogo entre a minha narrativa de moda e a rica cultura do rio que mais desperta afeto entre os brasileiros.  As “águas” do São Francisco não cabem em uma só coleção de moda, em um só livro e muito menos em uma única exposição, portanto essa não é uma mostra de acervo. São instalações costuradas entre a moda e a cultura ribeirinha.

Caminharemos por um convés imaginário, como o do vapor Benjamim Guimarães, observando o universo gráfico dos mercados populares, das carrancas e da arte popular; as histórias de amor de idas e vindas dos caixeiros viajantes; as cidades submersas pelo progresso desenvolvimentista… Tudo numa vasta ciranda amorosa em torno do ‘Velho Chico’”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: divulgação

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s