VOZ E VIOLÃO: NO DIA DO CANTOR, MARCELO CAMELO BOTA A PLATÉIA DO CIRCO VOADOR PARA CANTAR

559430_10202196963944584_1894150046_n

No último sábado fomos ao Circo Voador ver “acústico”, de Marcelo Camelo. A expectativa era grande… Ficamos até com um pé atrás de ver um show inteiro com voz e violão, ainda mais com a voz doce do cantor. Foram exatamente 1h33min de show, que nos transportou para um universo único. Era como se cada música fizesse cada integrante do platéia do Circo Voador, que estava lotado, entrar num mundo único. Teve quem pulou, berrou, gritou, chorou e quem ficasse quieto, apenas observando aquele mar de gente em coro cantando TODAS as músicas do show.

Os fãs saudosistas da banda Los Hermanos puderam ver um show minimalista, romantismo, mas, com muito brilho. Coincidência ou não, o músico escolheu o Dia do Cantor para essa apresentação única na sua cidade, lembrando que ele agora mora em Portugal. O cenário intimista, tinha uma meia luz, um coqueiro, um banquinho e o violão… Sem esquecer da garrafa d’água e de uma taça de vinho.

Camelo abriu o show com “Vermelho”, do álbum “Toque dela”, segundo da carreira solo. Outros hits como “Luzes da cidade”, “Conversa de botas batidas”, “Meu amor é teu”, “Casa pré-fabricada”, “Pois é”, “Santa Chuva”, “Dois Barcos” e “Samba a dois”…. E até “Cara Valente”, uma composição sua cantada por Maria Rita. E emocionado ele dizia, “Muito obrigado! Eu não sei o que dizer, vocês todos estão aqui. Hoje é o Dia Internacional do Cantor, o dia de todos nós”. O público vibrava a cada início e fim de música.

O Circo Voador LOTADO para ver Marcelo Camelo
O Circo Voador LOTADO para ver Marcelo Camelo

Marcelo chamou ao palco sua convidada especial: “Quero chamar minha mulher para cantar aqui comigo”. Mallu Magalhães cantou ao lado do marido a primeira composição que fizeram em parceria, “Janta”, que exclamava: “Ela é linda!”. Com toda família presente, dedicou a canção ‘Porta de Cinema’, do disco novo, para a avó, Sonia: “Essa música foi escrita para ela pelo meu avô. A família toda ta aí. Saúde, hein!”.

Numa rápida à coxia para descansar, o mar de gente que aguardava ansiosamente a volta do ídolo, não se conteve e cantou “Além do que se vê”. De volta, Marcelo entoou mais alguns sucesso e encerrou a apresentação cantando “Além do que se vê”com direito a uma mini orquestra com trombones e saxofones surgiu para acompanhar o refrão final da música. E agradeceu, “Sou carioca de Jacarepaguá, já vim muito pro Centro do Rio assistir show underground, mas estar aqui no palco, tomando um vinho e ouvindo vocês cantarem não tem explicação”, finalizou com gratidão. Ficamos achando que por conta da banda de fanfarra, ele ia encerrar o show com “Copacabana”, mas, valeu!

A banda de fanfarra minutos antes de entrar em ação.
A banda de fanfarra minutos antes de entrar em ação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s