TRAGÉGIA: INDÚSTRIA TÊXTIL PASSA POR PÉSSIMOS MOMENTOS EM BANGLADESH

O desabamento de um prédio que abrigava fábricas têxteis em Bangladesh deixou dezenas de mortos e centenas de feridos (foto: reprodução)
O desabamento de um prédio que abrigava fábricas têxteis em Bangladesh deixou dezenas de mortos e centenas de feridos (foto: reprodução)

Um dos redutos da mão de obra barata para a indústria têxtil, Bangladesh, passa por maus lençóis. A capital do país asiática, Daca sofre duas tragédias recentemente devido as condições precárias dos trabalhos.

No fim de abril, um edifício Rana Plaza, que abrigava quatro fábricas têxteis e, seus oito andares, desabou e deixou ao menos 80 mortos e 600 feridos. Os bombeiros, a polícia e equipes militares recuperaram cerca de 100 pessoas dos escombros. As causas do desabamento não foram divulgada, mas, de acordo com a polícia, o prédio foi construído sem respeitar a legislação.

Além das fábricas, o edifício Rana Plaza, localizado na região de Savar, a 24 quilômetros da capital, abrigava um mercado, várias lojas de eletrônica e uma filial de um banco. Em 2005, 61 pessoas morreram e outras 86 ficaram feridas na queda de um edifício de nove andares na mesma região.

INCÊNDIO

Interior do prédio incendiado em Bangladesh (foto: reprodução)
Interior do prédio incendiado em Bangladesh (foto: reprodução)

Duas semanas depois do desabamento de um prédio comercial, de 11 andares, em Bangladesh, um incêndio atingiu uma fábrica de roupas também em Daca. As autoridades informaram que sete pessoas morreram, neste número estão o diretor da empresa, Mahbubur Rahman, e um policial, que, segundo a imprensa local, estava tendo uma reunião no imóvel depois que os funcionários da oficina já haviam encerrado seus expedientes.

As causas do incêndio não foram reveladas. O chefe da polícia local, Khalilur Rahman, disse que os bombeiros conseguiram controlar o fogo e que as mortes foram provocadas, na maioria por asfixia. De acordo com a imprensa local, a fábrica havia passado por uma reforma no sistema elétrico poucos dias antes do incêndio. Trabalhadores de Bangladesh denunciam que as fábricas de roupas e tecidos não respeitam as regras e normas de segurança.

As autoridades de Bangladesh informaram nesta quinta-feira que o desmoronamento do prédio comercial, no qual funcionavam cinco fábricas de roupa e tecidos, matou pelo menos 912 pessoas. O número aumenta diariamente, pois o prédio tinha nove andares e as buscas permanecem.

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s