TECNOLOGIA: PEIXE-BRUXA PODE SER A GRANDE DESCOBERTA DA INDÚSTRIA TÊXTIL

O peixe-bruxa
O peixe-bruxa

Uma descoberta abalou a indústria têxtil recentemente. O pesquisador canadense Tim Winegard disse em entrevista a BBC que descobriu uma nova matéria prima para tecidos sintéticos. A novidade vem de “um dos animais mais esquisitos do mundo”, o peixe-bruxa. Com uma aparência estranha, como uma grande enguia, o peixe existe há mais de 300 milhões de anos. Há anos os cientistas têm tentando encontrar alternativas para fios sintéticos  que são produzidos com petróleo, energia não renovável. Aí entra o peixe-bruxa e seu corpo rudimentar.

O animal tem glândulas que produzem uma secreção superforte. Quando se sente ameaçado, o peixe libera essa substância. Em contato com a água do mar ela se transforma em uma rede de “muco”, que é fina, resistente e elástica. Essas três palavras-chave transformaram o bicho em um possível novo recurso para a indústria do esporte e de coletes à prova de bala, mas que podem beneficiar toda a produção têxtil.

hagfish

Apenas um peixe-bruxa poderia produzir quilômetros de fibras. O problema atual dos cientistas é que a espécie é tão desconhecida que ainda não há técnicas de reprodução em cativeiro. A grande corrida, agora, é para sintetizar em laboratório essa substância. E inventar um nome para a criação. “Acho que o nome pode ser um problema. Sem falar na palavra ‘muco'”, brincou Tim Winegard, pesquisador da Universidade de Guelph.

hagfish2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s